Toda mente precisa de descanso

Acordo. Mais um dia qualquer nessa rotina tão sem graça. Olho pela janela e percebo que esqueci de fechar as cortinas outra vez. Não consigo dormir com elas abertas, mas, por ironia, eu dormi a noite toda.

Me levanto. Olho ao meu redor, observando o meu pequeno apartamento e percebo que não fiz nada do que havia prometido para ontem. Nem para o dia anterior. Nem para a semana passada, nem para momento nenhum…

O tempo estava passando e eu não saia do lugar, sequer encontrava uma forma de mudar, a rotina era sempre a mesma. As promessas eram vazias e os planos nunca eram concluídos.

Sento em frente o computador. Vejo que o arquivo de frases inacabadas ainda está aberto. O deixei assim, na esperança de concluir pelo menos uma história. Porém, mais uma vez, não consegui.

Eu sou escritora. Tenho um blog. Por um bom tempo estive no auge de minha carreira, publicando crônicas e contos que todos queriam ler a toda semana. Eu não parava, sentava e escrevia tudo o que vinha a mente. Era fácil, fluido e intuitivo. Não precisava de ajuda para escrever e exercer a minha tão adorada profissão.

Mas um dia tudo isso acabou. Parecia que, de tanto escrever, meu estoque de palavras tinha acabado. Eu sentava e olhava a folha por horas, sem que nenhuma ideia passasse pela minha cabeça. E estou assim desde então, sem saber o que fazer, como recuperar. 

Dou uma olhada nas redes sociais, para passar o tempo. Afinal, eu não iria a lugar nenhum mesmo. Rolando pelo feed me deparo com uma frase dessas páginas com mensagens motivacionais:

“Comece com um passo de cada vez…”

Fazia sentido. Claro que fazia, afinal, como começar com vários passos de uma vez? Era impossível. Quem, em sã consciência, saia atropelando os passos?

Olho novamente para o arquivo que comecei a escrever, a frase desconexa ainda estava ali. Pensando em retoma-la, percebi que nem havia tomado meu café da manhã…”um passo de cada vez“, a frase ecoava.

Será que eu não estava atropelando as coisas? Dando vários passos de uma vez para tentar surfar em uma onda que já tinha passado?

No caso, a onda de inspirações que me permitiu crescer na carreira. Tinha de admitir, eu não era mais a jovem entusiasmada de antes, com a mente livre para escrever o que quisesse.

Eu não era mais aquela escritora, mas ainda era uma escritora. Só precisava encontrar o meu novo ritmo, meu novo Eu.

Num repente me levanto. Começo a organizar as ideias e me planejar. Vou para o chuveiro e tomo um banho demorado. Ao sair, preparo um excelente café da manhã, com tudo o que mais gosto: frutas, pão, ovos mexido e café. Há quanto tempo eu não me alimentava adequadamente? Termino e escovo os dentes, convicta de que o hoje será diferente.

Olho pela janela, tomando um pouco de ar fresco. Sinto a vida voltando para os meus ossos, meu corpo, minha alma. Passo a observar a rua, calmamente, até que tenho um estalo. Sorrio. E uma onda de emoção toma conta de mim. Era uma sensação bem conhecida, mas que há tempos não sentia: era hora de escrever.

Sento no computador e começo o texto já pelo título: “Toda mente precisa de descanso…” e as palavras me fluem outras vez em um compasso muito bem ensaiado, como se nunca tivessem me deixado, mas sim, tirado apenas um momento para descansar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s